E se eu ganhar na MegaSena? - 5 dicas de uma assessora de investimentos para você

 
 
Post-Blog-Megasena.jpg

De bate pronto, não tem como não se fazer a pergunta: o que eu faria se ganhasse na MegaSena? O que você faria com todo esse valor? Pode parecer dinheiro para a eternidade, mas as coisas não funcionam bem assim e existem algumas práticas básicas de investimentos que você pode adotar para potencializar o que você já ganhou. Falo isso te deixando absolutamente livre para realizar todos os seus sonhos - não é papo para boi dormir.

Com a MegaSena acumulando a bagatela de R$ 275 milhões (e a probabilidade de ganhar o prêmio cheio de 1 em 50.063.860), esse é um papo de conscientização. Não é só ganhar o dinheiro. É uma quantia alta, claro, mas se tem valor é finito. Você pode ganhar ainda jovem e ter que lidar com isso para o resto da sua vida, ou se você já tem mais idade começar a prospectar os planos de sucessão para sua família.

Não é só ganhar o dinheiro. Você tem que saber controlá-lo, de um modo que não só você realize todas as suas vontades, como possa ter esse tipo de experiência e expectativa para o resto da vida. Para isso, conversamos com a assessora de investimentos Jéssica Reis, que nos deu 5 direcionamentos para se atentar caso ganhe na MegaSena - ou não. São tópicos bem relevantes para qualquer pessoa que deseja pensar mais estrategicamente no momento que um dinheiro a mais entrar.

 

DICA 1

“Com qualquer quantia de dinheiro que você recebe, é crucial definir duas coisas inicialmente: renda desejada e estilo de vida”, começa Jéssica.

Voltamos duas casinhas: você não vai precisar abdicar nunca de nenhum de seus sonhos. Você vai realizá-los, mas tudo ordenadamente. Do jeito que tem que ser, sem preocupações. O prazer inconsequente do agora não pode se sobressair da garantia que você vai ter esse dinheiro e mais um montão dele para o resto da sua vida. Defina o quanto você quer ter por mês, de um jeito que possa garantir o jeito que você quiser viver.

 

DICA 2

“Um segundo passo é pensar na estrutura familiar. É preciso fazer um planejamento financeiro que vai englobar questões do balanço patrimonial da família, objetivos de curto e longo prazo, questões sucessórias, imóveis que serão adquiridos, se os recursos ficarão no nome do ganhador ou se ele vai abrir uma empresa/holding familiar”, continua.

Nada mais próximo do que seus próprios desejos, como retribuir e cuidar da sua família. Seja ela ainda uma avó, um avô, um pai, uma mãe. Seja ela sua esposa, seus filhos. Seja ela dos dois jeitos, com todo mundo na parada. Do modo que for, desejo bom é desejo compartilhado - e nada mais justo do que prover tudo que for necessário para que sua família tenha condições de viver sem preocupações. Tenha tudo em mente, saiba gerir sua estrutura familiar e pensando a longo prazo, cuide para que esse dinheiro esteja sempre nas mãos de quem você escolheu, planejou.

 

DICA 3

“Já entrando em investimentos, eu diria para não se aventurar e colocar todo o dinheiro em renda variável. É necessário entender o perfil de investimento e o momento econômico do país. Recomenda-se aplicar a maior parte dos recursos na renda fixa. Hoje, mesmo com os juros baixos, é possível obter retornos pré-fixados superiores à inflação”.

Renda fixa é o tipo de aplicação a qual os rendimentos já são definidos no ato da contratação. Na renda variável a remuneração ou cálculo da rentabilidade não são pré-definidos. Se você não está familiarizado com a linguagem e a estratégia de lidar com ativos mais voláteis, é natural que você deva diversificar, mas sempre com um pézinho no chão. Como diz Jéssica, é possível obter retornos pré-fixados superiores à inflação. Você não vai perder dinheiro, principalmente se você ganhou os R$ 275 milhões. Ele certamente irá render - e você não toma tantos riscos. Mas vale sempre lembrar que é em renda variável que está o maior pote. Um não precisa eliminar o outro. Diversifique, entendendo o seu perfil de investimento e o momento econômico do país.

 

DICA 4

“Multimercados e fundos imobiliários também são uma boa opção, embora possuam risco. É necessário entender o perfil, se está disposto a correr risco para ter a possibilidade de obter maior retorno. Fundos imobiliários são uma maneira de pulverizar o risco de aplicar em imóveis e há diversas opções: shoppings, lajes corporativas, galpões logísticos”, aos aventureiros, alerta em seguida.

Se foi natural pensar nas duas primeiras dicas como a realização pessoal e da sua família, essas duas outras já são para dois tipos de investidores diferentes. Enquanto na anterior Jéssica aconselha a colocar grande parte do seu patrimônio em renda fixa, por segurança, nessa ela já está falando com aqueles que ainda sentem apetite pelo risco - e pelas maiores quantias. Outra coisa que é ensinada é que se você tem dinheiro, você tem imóveis para preservá-lo. Fundos imobiliários são uma maneira de pulverizar o risco de investir em um imóvel ruim. Mesmo que tenha suas variáveis, é um investimento inteligente de se fazer.

 

DICA 5

“Por fim, eu diria para prestar atenção em previdência. É um dos principais veículos para aposentadoria e sucessão, um produto que não entra em inventário e não tem o come cotas, antecipação de imposto do governo. É necessário, caso você queira que todo esse dinheiro perdure para você e toda sua família por gerações”, finaliza.

Previdência privada, hoje em dia, é uma modalidade de investimento extremamente interessante, que pode te dar acesso aos melhores gestores de fundos do mercado, de um jeito muito fácil e muito seguro. O plano de previdência não entra em inventário e você pode escolher diretamente um beneficiário para receber o plano. Em caso de sucessão, se economiza pelo menos 10% do valor do patrimônio, somente com as custas do processo de inventário. São vários os benefícios, que você pode conferir e se aprofundar mais através do nosso guia gratuito e completo sobre previdência privada. Para conhecer estes benefícios, basta preencher o formulário abaixo:


Qual é o seu nome? *
Qual é o seu nome?

Você já está minimamente assessorado caso ganhe na MegaSena - ou um pouquinho mais de dinheiro no seu dia-a-dia. São dicas de realização pessoal, investimentos mais arriscados e os mais seguros e o que você precisa fazer para que isso perdure.

Só que tem uma coisa importante. Nada disso vai acontecer se você não se conscientizar de toda a situação e fazer as coisas de uma maneira razoavelmente sensata - lembrando sempre de que isso não significa abdicar de nenhum de seus sonhos.

Lucas Bicudo
Jornalista da Messem Investimentos