5 Dicas para viver de Renda

 
 
homem com dinheiro

Investir é o caminho mais seguro para você conseguir viver de renda. Não tem atalhos. Se você quer que sozinho seu dinheiro renda o suficiente para você viver mensalmente sem apertos, é preciso investir. Isso requer uma baita dose de calma e disciplina.

Não é do dia para noite que isso vai acontecer. É um processo de interesse. Você tem que estar atento ao detalhe e interessado pelo tema. Já falamos aqui sobre organização financeira, como poupar dinheiro ganhando pouco e tudo que você precisa saber para começar a investir. Esses são materiais base, caso você esteja em apuros financeiros. Dicas que você precisa ter aplicado e com controle sobre isso.

Algumas das coisas iremos revisitar aqui, mas fica o convite para ler esses materiais e se organizar o suficiente para você estar apto a investir e – consequentemente – viver de renda mensal.

Você já possui uma reserva de emergência? A reserva de emergências é o que vai te fazer deitar a cabeça no travesseiro mais tranquilo. É o fator chave da mudança de comportamento que vai te fazer conseguir alcançar mais, com menos ansiedade e menos agonia. Ela te coloca os pés no chão, te blinda.

Problema de saúde, consertos gerais, perda de emprego. Elabore uma rotina para que você dedique parte do seu dinheiro para montar uma reserva de emergências. Quanto mais atenção nisso, mais rápido você irá preencher o necessário para sobreviver financeiramente caso aconteça algum imprevisto. Quanto menos atenção, maior a probabilidade de acontecer qualquer coisa e você não estar preparado. 

Mas é uma atitude que literalmente conta qualquer coisa, o tempo que for. Só guarde seu dinheiro em algum lugar com liquidez diária para te dar o suporte necessário e devido. O seu fundo de emergência deve ser equivalente a seis vezes o seu custo mensal. Se você precisa de R$ 2.000 para pagar as contas, a sua reserva deve ser de R$ 12.000.

Depois de ter dinheiro reservado, você pode começar a trabalhar para viver de renda.

Você precisa ter dinheiro sobrando para investir, você precisa saber quais aplicações escolher e você precisa ser paciente, porque vai demorar. Sem aplicar dinheiro mensalmente, será muito difícil viver de renda.

Válido dizer, antes de prosseguir, que não! A poupança não é mais a melhor alternativa para qualquer tipo de plano sobre viver de renda.

A poupança rende menos do que o investimento mais seguro e líquido do mercado: o Tesouro Selic. A inflação acaba ganhando. Ao investir, o objetivo primário é superar a taxa de inflação do país. No caso da poupança, a sua rentabilidade é tão baixa que você pode acabar perdendo dinheiro para a inflação. 

Um exemplo: você guardou R$ 10.000 para fazer um cruzeiro, mas desistiu e resolveu adiar a viagem em um ano. Nesse meio tempo, seu dinheiro na poupança rendeu, chutando, R$ 215. Ao acessar sua caderneta, você vai ver que um ano depois você tem R$ 10.215. Ao ir na agência para fechar a viagem de novo, você descobre que agora o mesmo pacote custa R$ 10.500. Isso significa que a inflação reajustou o preço da viagem, mas o seu dinheiro não acompanhou o reajuste.

Tendo tudo isso em mente (organização financeira, reserva de emergências e poupança não!), você pode aplicar essas 5 dicas para atingir a saúde financeira e viver de renda.

Controle suas finanças

Você sabe exatamente quanto ganha, quanto gasta e quanto poderia economizar mensalmente? Assim como uma empresa precisa conhecer seus números para ser independente, você também precisa

Avalie seus gastos e defina metas de despesas que levem em conta seus objetivos. É um trabalho de acompanhamento. Não adianta ter o conhecimento sobre e como fazer se você não souber aonde quer chegar. Transforme tudo em valor monetário, assim você saberá exatamente quanto falta para alcançar seus objetivos. Essa é a regra número 1. Você só conseguirá efetivamente aplicar as próximas dicas se você souber o que entra e o que sai e tiver controle disso. Investigue, procure saber, se atente e anote tudo. 

Pague suas dívidas

Liste tudo que estiver com o pagamento atrasado: contas da casa, cartões de crédito, prestações, cheque especial. Para cada item da lista, coloque o valor de pagamento mensal, a taxa de juros e o total devido.

A renegociação também é essencial para que você possa melhorar a sua vida financeira. Não tenha medo, converse com as pessoas que você deve e tente renegociar as dívidas.

Dívidas com juros mais altos devem ter prioridade total. Afinal, são elas que estão levando você a se endividar cada vez mais. 

Por isso, elabore uma lista das suas dívidas e veja as de maior valor para tentar saná-las primeiro.

Você deve fazer um sacrifício neste momento para poder colher os frutos depois. Não faça novas dívidas, a não ser que sejam extremamente necessárias. 

Tenha um consistente planejamento financeiro

Agora que você possui o conhecimento das suas finanças e zerou as dívidas, está na hora de traçar um mapa para a sua independência financeira. O primeiro passo é saber qual é o máximo que você consegue guardar de dinheiro mensalmente. Você precisa ganhar, poupar, para então investir.

Descubra qual é o mínimo a ser investido para que você seja independente financeiro em X anos. Descubra coisas novas que você pode fazer para ganhar um dinheiro extra. 

Todas as outras dicas são valiosas para você ter controle do que já entra e como você converte isso nos seus gastos diários. Essa é para você multiplicar os seus ganhos, exponencializar toda a jogada. 

Uma das formas de gastar menos sem abrir mão do que gosta é criar um orçamento limite para gastos diários. Use planilhas e aplicativos para controlar despesas e evite parcelamentos. 

Se interesse pelo tema

É impossível ensinar tudo o que você precisar saber sobre investimentos em um único artigo. Principalmente porque você possui um perfil de investidor, seus objetivos e está em um mercado volátil.

Questão de prioridade. O que mais vai te fazer ganhar dinheiro a curto prazo não é nenhum tipo de investimento, senão o investimento em você mesmo. 

Se interesse genuinamente pelo tema. Aprender sobre investimentos não é doloroso. Quanto mais conhecimento você tiver, maior é a arma que você tem para diversificar a maneira como você gera renda extra e faz a máquina funcionar.

E por fim, seja paciente

Demora. Comecei este artigo falando que não tem atalhos. É um processo, uma maratona. Mas é um presente que você se dará no futuro. Não vale essa sensação? De que você não pagou a sua vida inteira apenas para os outros? Que você se deu a possibilidade de viver de renda?

Se esse é o seu objetivo, mantenha-o bem iluminado ao norte. Tem que ser prioridade e levado a sério. Ser paciente é uma constante que vai te acompanhar por todo o trajeto.

Lucas Bicudo

Jornalista da Messem Investimentos