5 motivos para você sair da poupança

 
 
porquinho rosa de cofrinho rasgando dinheiro

A verdade é o Brasil vive seus primeiros passos de educação financeira. É claro que hoje você encontra informações sobre o assunto, mas parece que de fato ela só chega aos olhos dos curiosos. Ainda não é algo mainstream, algo de massa.

Algo de massa é a poupança, o caminho mais simples para você ter a sensação de estar guardando seu dinheirinho em um lugar seguro e extremamente acessível. De fato, você pode acessar a sua poupança com poucos toques no seu celular.

A questão é que ela não é uma boa ideia para elevar seu patrimônio financeiro. Considerando indicadores econômicos que influenciam o mercado, o dinheiro aplicado na poupança vai perdendo poder de compra com o passar do tempo. É isso que as pessoas não sabem.

Por isso, montamos 5 motivos para você tirar seu dinheiro da poupança e começar a se familiarizar com o mundo dos investimentos. Isso não será complicado. Você pode fazer com R$ 1. Basta só quebrar essa barreira invisível e estar aberto para outras possibilidades.

Baixa rentabilidade

A rentabilidade é calculada mensalmente sobre o valor depositado na conta. A taxa utilizada para o cálculo é a Taxa Selic. Esta taxa tem enfrentado diversas quedas consecutivas no seu percentual desde 2017 - e com isso a rentabilidade da poupança que já era baixa, tem apresentado um péssimo resultado.

A inflação ganha

Falar de inflação é falar de poder de compra, ou seja, quanto vale o seu dinheiro. Ao investir, o objetivo primário é superar a taxa de inflação do país. No caso da poupança, a sua rentabilidade é tão baixa que você pode acabar perdendo dinheiro para a inflação. Um exemplo: você guardou R$ 10.000 para fazer um cruzeiro, mas desistiu e resolveu adiar a viagem em um ano. Nesse meio tempo, seu dinheiro na poupança rendeu, chutando, R$ 215. Ao acessar sua caderneta, você vai ver que um ano depois você tem R$ 10.215. Ao ir na agência para fechar a viagem de novo, você descobre que agora o mesmo pacote custa R$ 10.500. Isso significa que a inflação reajustou o preço da viagem, mas o seu dinheiro não acompanhou o reajuste.

Seu dinheiro só rende uma vez ao mês

Esse é o famoso aniversário da poupança. Ao colocar uma quantia na caderneta no dia 05 de junho, por exemplo, os rendimentos entrarão todos os meses somente no dia 05. Isso é ruim, porque a maioria dos investimentos possui rentabilidade diária, o que traz mais força aos juros da rentabilidade. No caso da poupança, é somente mensal. Além disso, se você precisar retirar o seu dinheiro antes do aniversário da poupança, você não terá nenhum rendimento.

Crescimento da educação financeira

Mais cedo disse que a educação financeira parece atingir apenas os curiosos, mas isso não é nenhum demérito. Existe educação financeira, existe gente preocupada com isso. E quanto mais essa cultura se fortalecer, mais nossa população irá se conscientizar financeiramente e evitar erros bobos de achar que a poupança é um bom negócio..

Não importa se esse mês foi mais apertado e deu para juntar pouco dinheiro: a poupança nunca é um bom negócio. Mesmo se você juntar R$ 10, R$ 50 ou R$100, existem investimentos para o seu bolso e que rendem muito mais.

Existem melhores opções a partir de R$ 1

Existem algumas instituições que oferecem Certificados de Depósito Bancário (CDB) com rentabilidades muito boas, a partir de R$ 1. Isso é a prova de que qualquer quantia que você tiver é uma boa opção para investir. Não importa se esse mês foi mais apertado e deu para juntar pouco dinheiro: a poupança nunca é um bom negócio. Mesmo se você juntar R$ 10, R$ 50 ou R$100, existem investimentos para o seu bolso e que rendem muito mais.

Lucas Bicudo
Jornalista da Messem Investimentos