Por que eu preciso investir em Previdência Privada?

 
 
porque-investir-em-previdencia.jpg

Previdência privada, hoje em dia, é uma modalidade de investimento a longo prazo extremamente interessante, que pode te dar acesso aos melhores gestores de fundos do mercado, de um jeito muito fácil e muito seguro.

Sim, uma previdência privada é, sim, um investimento!

Um investimento para o bem-estar do seu futuro. Hoje você tem saúde e capacidade de gerar renda com seu próprio esforço, mas até quando? Por mais que você nunca queira parar de trabalhar, chega uma hora que o corpo cobra, a energia cede.

É importante nesse momento que você tenha rendimentos suficientes para sustentar financeiramente os gastos de uma aposentadoria sem preocupações. Se o corpo falhar, uma engrenagem estará lá para te dar todo o suporte preciso.

Existem várias situações em que a previdência privada vale a pena. Pessoas que trabalham com carteira assinada em uma empresa e ganham acima do teto do INSS; autônomos e profissionais liberais que não contribuem para o INSS; pessoas que querem que seus futuros herdeiros recebam uma renda mensal; e pessoas que desejam investir a longo prazo.

Na previdência privada, você determina o seu investimento, ao contrário da previdência social. É possível investir de acordo com as suas possibilidades, mas vale lembrar que o valor do resgate e dos futuros rendimentos será proporcional ao valor investido.

Quanto mais você prestar atenção nisso, maior será seu conforto no futuro.

Entre as maiores vantagens dos fundos de previdência:

  • Benefício fiscal: em 10 anos, a alíquota do imposto de renda cai para 10% - a menor alíquota possível para qualquer fundo de investimento;

  • Ter acesso a um gestor profissional para o seu dinheiro;

  • Poder de escolha: existe uma ampla gama de instituições, gestores e estratégias disponíveis no mercado;

  • Portabilidade de plano, sem cobrança de imposto de renda;

  • Não tem o "come-cotas" do IR (Come-cotas é o nome que se dá para uma antecipação no recolhimento do Imposto de Renda em fundos de investimento);

  • Benefício de sucessão: o plano de previdência não entra em inventário e você pode escolher diretamente um beneficiário para receber o plano, em caso de morte;

  • Herança mais vantajosa: em caso de sucessão, se economiza pelo menos 10% do valor do patrimônio, somente com as custas do processo de inventário;

  • Não converter em renda: você pode usar sua previdência privada como um fundo de investimentos convencional, resgatando seu dinheiro quando bem entender, ao invés de convertê-lo em renda (aposentadoria);

  • Fundos previdenciários são mais protegidos de volatilidade, não podem ser alavancados e podem ter no máximo 10% do patrimônio investidos no exterior;

  • Mesmo os fundos chamados "de ações", tem que ter no mínimo 30% do capital aplicado em renda fixa e no máximo 20% de cotas de outros fundos.

Ou seja, é sim um produto que atende a qualquer pessoa que tem a proposta de ter uma renda mais alta quando a aposentadoria chegar. Quando for contratar esse tipo de investimento, é bom levantar sempre três perguntas. Quando poderei começar a fazer as aplicações? Quando vou me aposentar? Quanto quero receber de renda extra quando estiver aposentado?

Desse jeito, você consegue fazer simulações e chegar aos valores mensais que deverá desembolsar para conquistar o rendimento desejado. Será assim também que você estará apto a escolher o plano que poderá melhor atender às suas necessidades.

Voltamos então para a pergunta que intitula esse artigo. Por que investir em previdência privada?

A resposta obviamente varia de pessoa para pessoa, mas uma coisa é certa e que orbita as pretensões de todo mundo: garantir que no futuro você tenha mais conforto para viver da maneira que bem entender, sem estar refém de nenhum tipo de imprevisto.

Lucas Bicudo
Jornalista da Messem Investimentos

Quer saber mais sobre Previdência?
Baixe aqui o nosso Guia com tudo o que você precisa saber!


 

 

 

Lucas Bicudo